12 Livros pra começar o ano bem

18/12/2017

 

Ano acabando e não tem como não pensar na palavra BALANÇO. 

 

Como foi o seu ano... produtivo? 

 

Quais eram meus planos no final do ano passado? Quais objetivos tracei pra 2017? O que eu efetivamente consegui realizar? Como anda minha vida? O que tenho feito por mim, o que tenho feito pelos outros? 

 

Vai chegando a hora da contagem regressiva, de jogar as moedinhas no mar, de dar os pulinhos nas ondas, tem quem leva flores, tem quem faz promessas... 

 

Fato é que renovamos nossas esperanças todos os anos, mas não podemos esquecer de esperançar, tal como nos lembra Cortella.

 

 

Assumir o compromisso com nós mesmos de agir, de ultrapassar o desejo, se permitir ir além e partir pra realização, com uma boa dose de generosidade afetiva e pessoal. Afinal, de nada vale a realização dos planos sem o calor do amor no coração. 

 

O que desejamos para nós, uma sensação de plenitude ou de esvaziamento?

 

Claro que queremos e escolhemos plenitude. Não existe nada melhor do que a sensação de se sentir completo, inteiro, preenchido... de paz, de afeto, de carinho, de amor em resumo. E o interessante é que todos nós sabemos exatamente como conseguir tudo isso. Essa sabedoria é inata, a gente é que passa tempo, ou melhor perde tempo, não dando ouvidos aos nossos sinais internos, a nossa sábia voz interior.

 

Quer ver? Faz pra você as seguintes perguntas:

Qual meu ponto forte? Como assim? o que é isso?

 

Meu ponto forte é aquilo que me faz sentir forte e bem. Certamente possuímos não um mas alguns pontos fortes. Quantas vezes por semana você usa seus pontos fortes para realizar algo por você (em casa, no trabalho, na escola etc) ou por alguém (em casa, no trabalho, na escola etc)?

 

Qual meu talento? Talentos são meus padrões recorrentes de pensamento, sentimento e comportamento. Quantas vezes você utiliza seus talentos dentro da sua semana? 

 

Pensa nisso porque a sensação de plenitude está diretamente relacionada a frequência com que a gente se utiliza de nossos pontos fortes e de nossos talentos. Nossa força, nossa energia, nossa disposição e determinação tem origem nessa fonte. Se alimentam e retroalimentam daí, exatamente o mesmo princípio da recarga de baterias. Simples assim. 

 

Ou por acaso são especiais as pessoas que se sentem felizes com o que escolheram pra fazer, ou o que estudar, ou trabalhar??? 

 

Ok, podemos chamar de especiais SE considerarmos algo especial o ato de se ouvir, de se respeitar quanto a aptidões e limitações... somos únicos. 

 

Quem sabe mais a respeito de nós se não nós mesmos? 

 

Então se houver algum problema adivinha aonde estará a solução, as respostas??? Exatamente, na nossa mão. E não poderia ser diferente, numa existência que se quer justa. 

 

Fomos educados para achar que os outros sabem mais a nosso respeito... e talvez essa ideia tenha se reforçado na escola, através da avaliação de nossos professores. Recebíamos nota, conceito, aprovação ouuuuu reprovação. E daí expandimos isso pro resto da nossa vida. Volta, volta tudo! 

 

Por que será que no processo psicanalítico VOCÊ fala, e escuta tudo que VOCÊ tem pra falar sobre VOCÊ?

 

Então o melhor que todos podemos fazer no ano novo, é as pazes com nosso EU. 

 

Dicas pra ficar de bem com você no ano novo:

  1. Não fique se lamentando porque não conseguiu realizar isso ou aquilo. A promoção no trabalho, perder os quilinhos extras, começar a academia, fazer a tal viagem, terminar o MBA etc etc. Acabou o ano e você não pode mudar o passado. E sabe aonde tem que ficar o passado? Isso mesmo, para trás . Aprende com ele e bola pra frente!

  2. Hoje vai virar passado amanhã. Então seja realista, relacione suas prioridades e estabeleça um prazo audacioso mas factível. Não esqueça que a sensação de Felicidade está relacionada ao tamanho da nossa Expectativa.

  3. Escute e respeite a pessoa única e "perfeita" que você é. Perceba seus talentos e seus pontos fortes. Trabalhe para maximiza-los. Você só será excepcional naquilo que você já é bom e gosta de fazer. Ame a si próprio sem moderação.

  4. Não perca tempo sentindo pena de si próprio. Não se encolha diante da vida se sentindo um coitadinho. A vida pode ser maravilhosa, a nossa felicidade tem que estar na nossa mão, nossa vida tem que estar no nosso controle. Então a palavra de ordem é MOVA-SE. 

  5. Vai fazer planos pro Ano Novo? Então seja honesto e não tente embromar a si próprio hoje, já contando que no balanço do final do próximo ano você vai repetir o item 1. Adivinha quem está enganando quem? Isso não vale, nem que você seja um hedonista declarado!

O fim de ano é uma excelente época para apaziguar as coisas por dentro e por fora. Encontrar a família e amigos, perdoar o tio chato que bebe além da conta, a prima que fala demais, o irmão carrancudo, a vovó que todo ano dá o mesmo presente... não interessa, cai de quatro e entrega geral... certamente você também possui alguns "defeitos", todos nós possuímos. O importante é aproveitar o clima de amor no ar e fazer as pazes... principalmente com você mesmo! 

 

Ahh os livros. Separei os melhores títulos que li esse ano. Eles estão dispostos aleatoriamente, nada a ver com ordem de preferência. Antes de adquirir um livro, procure uma resenha na rede se certifique do que ele trata e se traz o conteúdo que você está procurando, vá além do impacto do título. Otimize seu tempo destinado ao prazer da leitura.

 

12 Livros pra começar o ano bem e terminar melhor ainda:

  • Felicidade ou morte

  • Vícios privados, benefícios públicos 

  • Quem pensa enriquece

  • O corpo fala

  • Pense simples

  • Roube como um artista

  • 100 dias entre o céu e o mar

  • Tempos líquidos

  • Em águas profundas - Criatividade e Meditação

  • Descubra seus pontos forte

  • O poder das mulheres fortes 

  • Mais rápido e melhor

Ainda sobre livros, eu recomendo que você sempre consulte um sebo antes de comprar um livro novo. Eu consulto o Estante Virtual. A natureza agradece, e nada melhor que reciclar conhecimento. Também compro muitos livros digitais, principalmente quando estou com pressa de iniciar a leitura, e normalmente são mais em conta que o livro impresso, só não dá pra você passar adiante depois. Pense nisso.

E pra acompanhar a leitura qualquer coisa de Max Richter. Um bom livro merece uma boa música. 

Seja você religioso ou não, um ótimo Natal e um Ano Novo recheado de boas surpresas. 

 

Edição de João Gonzaga de oliveira

Compartilhar no Facebook
Curta este post
Please reload

Posts Em Destaque

Mais um fim de ano se passou

06/01/2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags